As 14 maiores montanhas do Brasil

Projeto Montanhas do Brasil

O projeto Montanhas do Brasil teve como objetivo escalar as 14 maiores montanhas do país, além de também estudar a cultura e a geografia dos ambientes visitados. O plano foi executado entre 2005 e 2009, e abrangeu as regiões sudeste e norte do território nacional, onde se encontram as maiores e principais montanhas do Brasil. O projeto obteve apoio financeiro da empresa Mídia Digital, que patrocinou parte da etapa norte.

O cronograma foi cumprido conforme abaixo:

- 2005: Pedra da Mina e Pico dos Três Estados, entre Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.
- 2006: Pico das Agulhas Negras entre Rio de Janeiro e Minas Gerais; Pico da Bandeira, Calçado, Pico do Cristal, Morro da Cruz do Negro e Pedra Roxa, entre Minas Gerais e Espírito Santo.
- 2008: Pico da Neblina e Pico 31 de Março no Amazonas; Monte Roraima entre o estado de Roraima e a Venezuela.
- 2009: Morro do Couto, Pedra do Altar e Pedra do Sino de Itatiaia, entre Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A lista das 14 maiores montanhas do Brasil foi elaborada de acordo com o anuário estatístico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já considerando o estudo realizado pelo Projeto Pontos Culminantes do Brasil – parceria científica firmada entre o Instituto Militar de Engenharia (IME) e o IBGE, que revelou as novas medições das maiores montanhas brasileiras:

01. Pico da Neblina, Serra do Imeri, 2993,78m
02. Pico 31 de Março, Serra do Imeri, 2972,66m
03. Pico da Bandeira, Serra do Caparaó, 2891,98m
04. Pico do Calçado, Serra do Caparaó, 2849,00m
05. Pedra da Mina, Serra Fina, 2798,39m
06. Pico das Agulhas Negras, Serra do Itatiaia, 2791,55m
07. Pico do Cristal, Serra do Caparaó, 2769,76m
08. Monte Roraima, Serra da Pacaraima, 2734,06m
09. Morro do Couto, Serra das Prateleiras, 2680,00m
10. Pedra do Sino de Itatiaia, Serra do Itatiaia, 2670,00m
11. Pedra do Altar, Serra do Itatiaia, 2665,00m
12. Pico dos Três Estados, Serra Fina, 2665,00m
13. Morro da Cruz do Negro, Serra do Caparaó, 2658,00m
14. Pedra Roxa, Serra do Caparaó, 2649,00m

Importante salientar que não há consenso quanto a lista acima, especialmente no entendimento dado ao termo montanha e cume. O IME considera dois pontos no Caparaó como montanha, respectivamente chamados no resultado final do trabalho como Sem Nome 1 e Sem Nome 2. Entretanto, desconheço na comunidade montanhística nacional qualquer menção importante aos pontos citados, de maneira que estas elevações foram subtraídas da minha lista. Estudos e também alguns debates com outros montanhistas brasileiros revelam que a listagem apresentada no projeto Montanhas do Brasil é a que melhor representa a realidade.