Adeus amigo montanhista

Chegou o dia de dizer adeus a um grande companheiro. Parceiro este de muitas montanhas Brasil afora, de algumas roubadas e várias alegrias. Poucas vezes me deixou na mão ou amarelou, e mesmo nestas ocasiões onde apenas o silêncio reinava absoluto no ar, sua presença já me deixava confortável. Enfim, isso uma hora teria que acontecer. Se ele falasse, teria dito igual uns e outros: graças a Deus que saio vivo dessa loucura! Em nossa viagem a Petrópolis-RJ já estava claro que aquela seria justamente a última. Mas tudo bem. Ele, que nunca teve nome, apenas diminutivo, agora seguirá outros caminhos. E eu continuarei no meu. Obrigado por tudo, valente corsinha. Preciso achar outro carro-montanhista como você.

Fique Informado

Escolha a maneira como você gostaria de ser avisado dos próximos posts

Bookmark & Share

Compartilhe com os seus camaradas

6 Comments

  • Alisson Cotrim Wosniak

    Pois é Vini,

    Muito me admira. Esse carro foi valente.
    Como sofreu. Também sentirei saudades pelas caronas, viagens e daquele bagulho penturado no espelho, parecendo uma folha de sei lá o que.

    Se esse carro falasse…

    O Marins…

  • Alisson Cotrim Wosniak

    Há!
    Outra coisinha.

    Pelo menos agora quando viajar, não gastará com óleo a cada 500 Km.

    Hahahaha

  • Pow Vinicius sinto muito pelo seu fiel amigo, mas pelo menos assim ele agora descança.

  • desculpe o erro ai é “descansa” e não “descança”

  • É, piazada, o corsinha deixou saudades. Mas agora eu intensifiquei meus treinamentos, pois vou ao mercado e demais pontos comerciais a pé e volto carregando toda a compra do mês numa mochila cargueira.

  • Boa Vinicius tenho um primo dele, e como ele tbm é um ótimo montanhista e receio que a separação tbm está próxima. Mais as lembranças sempre ficam, AHAHAHA. Abraços.

Comente