O Deus do montanhista ateu

Queria falar pra Deus que eu me tornei um montanhista ateu. Aqui, no cume desta montanha, mais perto do céu, seria honesto admitir isso. Queria dizer que eu perdi a fé, essa é a verdade. Que deixei de acreditar nos valores que me trouxeram onde estou. Porque perder a fé é gradual, é como perder cabelo. Você não acorda de repente careca, muito menos se proclamando ateu. Queria dizer que não creio em mais nada, porque agora eu quero é saber, não supor. Mas se eu abrisse a boca pra expressar algo deste gênero, Deus responderia que eu tento escrever, mas não dá pra entender, já que ninguém compreende o que eu quero dizer. Retrucaria também que estou no cume de uma montanha, mas não consigo enxergar, porque densa é a neblina que fecha a Serra do Mar.

O Deus do montanhista ateu

O Deus do montanhista ateu

Fique Informado

Escolha a maneira como você gostaria de ser avisado dos próximos posts

Bookmark & Share

Compartilhe com os seus camaradas

7 Comments

Comente