Serra das Canavieiras

Sábado fui com os camaradas pra Serra das Canavieiras, especificamente para o cume que se convencionou chamar Primeiro de Maio 1333m, de onde se avista as serras do Ibitiraquire, da Graciosa, da Farinha Seca e do Marumbi a Norte/Nordeste; as serras da Igreja, dos Castelhanos, do Araçatuba e outras a Sul; e alguns cumes da Serra da Prata a Leste.

A Serra das Canavieiras é separada da Serra da Prata, segundo consta, por uma linha tectônica orientada a Norte/Sul, e da Serra da Igreja, pelo o que se deduz, por uma formação cujo entendimento me escapa, por eu não ser do ramo. Infelizmente não pude levantar evidências destas afirmações. Os principais cumes estão acima dos 1300m. O principal e mais cobiçado, a quem montanhistas esclarecidos um dia denominaram X, tem 1381m segundo minha carta topográfica, só que visto do Primeiro de Maio parece muito maior.

A exemplo de outros confins, também é repleto de rastros de anta e de colônias de carrapatos. Este artrópode, quando adulto, pode ter o tamanho de uma cabeça de palito de fósforo, e adere ao hospedeiro tão logo tenha oportunidade; ao passo que os jovens e incrivelmente minúsculos gostam de passear pelo corpo da vítima. Embora eu tenho localizado e eliminado 26 deste bichos do meu corpo após o retorno pra casa, tenho quase certeza de que pelo menos um escapuliu. E eu só estou tocando neste assunto porque estou me coçando.

Serra das Canavieiras

No cume do Primeiro de Maio 1333m, Serra das Canavieiras. Da esquerda pra direita: eu, Fiori, Lucas, Rossana, Natan, Moisés e Paulo.

Fique Informado

Escolha a maneira como você gostaria de ser avisado dos próximos posts

Bookmark & Share

Compartilhe com os seus camaradas

7 Comments

  • Márcio Grochocki - Macarrão!

    Bela caminhada! A estação meteorológica ainda continua por lá? Estamos com um projeto de modernizá-la para a transmição automática de dados. Registramos com ela o evento das chuvas torrenciais de 2011 e planeja-se que ela faça parte da rede de monitoramento de prevenção de catástrofes no litoral. Abraços!

    • Fala piazão!! Então vocês é que colocaram lá, é? Sim, embora não tenha me aproximado dele, o aparelho está de boa, tranquilamente instalado naquele cumezinho. Que legal… depois conte mais sobre este projeto. Abraços!

      • Márcio Grochocki - Macarrão!

        Sim, o equipamento foi instalado pelos laboratórios de Hidrogeografia e Geomorfologia da UFPR, aos quais eu presto apoio em trabalhos de campo. Ele inicialmente serviu a um projeto de recuperação de áreas fonte de sedimentos, procurando minimizar a taxa de assoreamento das baías de Antonina e Paranaguá. Mas os resultados surpreenderam e espera-se prolongar o uso do equipamento nesse local. Abraços!

  • Julio Cesar Fiori

    Sempre que arranco os carrapatos a ferida infecciona, então decidi tentar outro método que me ensinaram: fritá-lo com a brasa de um cigarro e deu certo, recomendo! O único inconveniente é a bolha de queimadura que aparece no dia seguinte, demora o dobro para cicatrizar e coça pra cacete. Da próxima vez tentarei besuntar o corpo todo com óleo diesel, dizem por aí que carrapato nenhum chega perto.

  • tem um repelente caro pra burro, chamado exposis, algo asssim, que funciona para carrapatos.
    sobre o primeiro de maio, eu chamava esse morro sendo um que fica ao lado do viaduto dos padres, na 277. Mas pela descrição esse morro deste post é outro?
    talvez uma imagem do google earth ajude.

Comente